Bem-vindo(a) à Clínica Laser Pil: sinta o poder de ser único(a)!
Bem-vindo(a) à Clínica Laser Pil: sinta o poder de ser único(a)!

Afinal, quais são os tipos de olheiras existentes e seus tratamentos?

Afinal, quais são os tipos de olheiras existentes e seus tratamentos?

  • Home
  • >
  • Bem-estar
  • >
  • Afinal, quais são os tipos de olheiras existentes e seus tratamentos?

10 de setembro de 2020 Nenhum comentário

Imagem frontal de uma mulher branca, com cabelos presos, mostrando apenas os olhos e a testa, atrás de uma mesa.

Você com certeza já deve ter sofrido por conta do surgimento de olheiras ou conhece alguém que passou por esse desconforto estético. Fato é que ninguém gosta dessas manchas que afetam a região dos olhos e que podem ser caracterizadas em diferentes tons e por diferentes causas. Saiba quais são os tipos e os principais tratamentos para recuperar a uniformidade e a naturalidade do seu olhar.

Conheça os 4 tipos de olheiras e seus tratamentos

Olheira profunda ou estrutural

Esse tipo de olheira é aquele que se caracteriza por ser uma área profunda abaixo dos olhos. Ela é geralmente causada por fatores genéticos, o que explica porque muitas pessoas apresentam esse tipo de olheira ainda muito jovens.

Por se tratar de um déficit de volume, normalmente, o tratamento indicado é o preenchimento com ácido hialurônico. Através desse procedimento, se volumiza a região afetada, atenuando a aparência das olheiras.

Olheira pigmentada

A olheira pigmentada é constituída por manchas marrom acastanhadas abaixo dos olhos e, algumas vezes, nas pálpebras superiores. Esse tipo também tem ligação com as características genéticas do paciente, sendo muito comum em determinadas etnias.

Para tratar esse tipo de olheira, é indicado que se faça o uso de cosméticos, orientado por um especialista. Além disso, deve ser analisada a possibilidade do clareamento com base em tecnologias de Luz Intensa Pulsada, Laser Spectra™ XT e Laser de CO2.

Olheira vascular

A dificuldade de circulação de sangue na pálpebra inferior é muito comum. Para pessoas que ainda têm tendência a ter problemas de circulação nessa região, é normal que essa área fique azulada, arroxeada ou avermelhada, caracterizando a olheira vascular. Além disso, pessoas que tiveram noites mal dormidas também podem ser acometidas por esse tipo.

O tratamento pode ocorrer através de cosméticos que atuem melhorando a circulação do local e de drenagem linfática na região. Em casos necessários, pode ser feita a cirurgia de remoção de bolsas.

Olheiras mistas

Por último, mas muito comum, temos o tipo de olheira mista. Essas olheiras nada mais são do que a mistura dos tipos citados acima. Pode ocorrer, assim, a olheira profunda junto com a vascular ou vascular junto com a pigmentada, por exemplo.

Esse tipo de olheira precisará ser avaliado por um médico para que o tratamento mais adequado seja indicado. No entanto, geralmente é feito por meio da combinação dos tratamentos anteriores, conforme os tipos de olheira do caso.

Como tratar as olheiras?

Se você ainda tem dúvidas sobre como tratar as olheiras, a Dra Gianna Zaffari Frey fez um vídeo explicando tudo sobre o assunto. Confira clicando aqui!

Compartilhar:

Deixe um comentário

Topo